O seu salão

ENCONTRE UM SALÃO

ENCONTRE UM SALÃO PERTO DE SI

Geolocalize o seu salão

Conheça os salões Jean Louis David perto de si

Ou

Tudo o que precisa de saber sobre o Chanel assimétrico
Tudo o que precisa de saber sobre o Chanel assimétrico
Tudo o que precisa de saber sobre o Chanel assimétrico
Penteados

Tudo o que precisa de saber sobre o Chanel assimétrico

Partilhe
Acha que o Chanel assimétrico é antiquado? Preconceito o seu. Reinventa-se em cada estação e agrada às mulheres de todas as idades. E, por falar nisso, usa-se semilongo ou curto, wavy ou liso, com ou sem franja. Se ainda estiver reticente a aventurar-se, conheça todas as informações indispensáveis que precisa de saber antes de sucumbir.
 
As suas particularidades. Esta versão do Chanel é um corte assimétrico, curto atrás e mais comprido à frente. Este penteado tem a vantagem de aligeirar a sua massa capilar, dar volume às raízes e às laterais. Ótimo para as mulheres que se queixam dos cabelos sem vida. Além do mais, é um corte curto adaptado a todas, inclusive ás mulheres de rosto quadrado, que acentuarão ainda mais o efeito assimétrico para suavizar os respetivos traços.
 
As suas variantes. Se desejar um Chanel assimétrico bem fartinho, poderá escalar os fios na íntegra do corte, alternando assim mechas curtas e mechas compridas, obtendo deste modo uma variante cheia de personalidade e de movimento. Poderá completá-lo com uma franja repicada ou pura e simplesmente optar por uma risca ao meio. A boa notícia? Liso, ondulado ou encaracolado, o Chanel assimétrico adapta-se a todas as bases de cabelos.
 
Que cuidados se lhe deve proporcionar? Quanto mais curto, mais os retoques no cabeleireiro se multiplicam (em média, de 2 em 2 meses). No quotidiano, acentue o efeito desestruturado com algumas pulverizações de Beach Spray  e amasse delicadamente os cabelos com os dedos. Se o seu Chanel assimétrico for liso, aplique uma a duas nozes de Brush Cream nos cabelos húmidos antes de proceder ao brushing.
 
© Pixelformula / Desfile Agnes B. pronto-a-vestir, outono-inverno 2014-2015 © Jean Louis David
Saber mais: