O seu salão

ENCONTRE UM SALÃO

ENCONTRE UM SALÃO PERTO DE SI

Geolocalize o seu salão

Conheça os salões Jean Louis David perto de si

Ou

A risca em ziguezague: opinião de profissional
A risca em ziguezague: opinião de profissional
A risca em ziguezague: opinião de profissional
Penteados

A risca em ziguezague: opinião de profissional

Partilhe
A risca em ziguezague, usada nos seus tempos de adolescente, está de regresso e em alta. Lateral, mas mais natural do que há uns anos atrás, esta risca quer-se menos certinha, para um resultado espontâneo. Saiba a opinião do nosso especialista sobre a risca em ziguezague.
 
A avaliar pela fotografia, é fácil constatar que, neste caso, a risca não é delimitada direitinha. «A risca é esboçada aleatoriamente, o que resulta num efeito “mão no cabelo” pouco geométrico. Dá-lhe um ar bem mais natural do que se tivesse sido feita com um pente».
 
A risca em ziguezague não é propriamente uma grande tendência, mas foi-se mantendo presente ao longo dos tempos. «Esta é daquelas riscas de cabelo que se denotam facilmente naquelas cabelos lisos cuja estrutura do corte é mínima ou nenhuma, o que acaba por dar originalidade e forma aos próprios penteados».
 
Para realizar uma risca em ziguezague impecável, muna-se de um pente de dentes estreitos. «Das duas, uma: ou tem grande destreza de mãos e consegue fazer esta risca com a ponta do pente à primeira, ou cria várias linhas (uma para um lado e outra para o outro, e assim sucessivamente), sendo sempre melhor começar da frente e ir vindo para trás».
 
A nossa dica: Deseja uma risca que não seja nem demasiado lisa nem delimitada na perfeição? Passe a mão pelos cabelos e dê-lhes movimento. Acabarão por assentar conforme o movimento criado. O pente acaba por ser uma mais-valia, sim, mas só quando se pretende um resultado nos trinques.
 
© Pixelformula © Jean Louis David
Saber mais:

Expert
Jean Louis David

LUIS FARIA
Formador em Paris
Formador Jean Louis David em Paris
Descubra