O seu salão

ENCONTRE UM SALÃO

ENCONTRE UM SALÃO PERTO DE SI

Geolocalize o seu salão

Conheça os salões Jean Louis David perto de si

Ou

3 penteados amarrados sem amarras
3 penteados amarrados sem amarras
3 penteados amarrados sem amarras
Penteados

3 penteados amarrados sem amarras

Partilhe
Para o outono-inverno 2014-2015, a tendência está de tal forma virada para o “limpinho” que os penteados acabam mesmo por dispensar tudo quanto seja adereços para fazer os apanhados. Para mais originalidade e um porte sempre impecável, conheça os penteados que poderá atar sem nada para os apanhar, nesta estação.
 
A trança espiga. No desfile Léonard (ilustração acima), as modelos apresentam-se com uma trança espinha de peixe lateral. Depois de fazer uma risca ao lado, a trança é realizada do lado oposto. Desestruturada e boémia, representa na perfeição os penteados da estação. A sua mais-valia? Mantém-se perfeitamente formada, inclusive sem apanhado. O segredo? Ripar as pontas para que estas impeçam os cabelos de escaparem do penteado!
 
O puxo desestruturado. Ligeiramente mais técnico, este penteado é, ainda assim, exequível! Para ficar perfeito, o cabelo é idealmente volumoso e espesso. Realize um puxo, procedendo conforme mais gostar e como costuma fazer e, quando for a enrolar o cabelo, coloque uma mecha de lado. Esta servirá de elástico, que irá enrolar à volta do puxo. Ainda assim, tenha à mão uns ganchos ou travessões para reforçar a sustentação do puxo.
 
O rabo-de-cavalo alto. Este penteado entra no espírito do puxo desestruturado. Comece por pentear todos os cabelos para trás. Junte-os na parte de trás da cabeça. Em vez de os prender com um elástico, envolva o rabo-de-cavalo com uma mecha de cabelos bem apertada. Também neste caso, se precisar de ganchos ou travessões, não hesite, mas faça por disfarçá-los bem. O objetivo é fazer crer que é uma especialista e que não precisava de mais nada senão dos seus próprios cabelos para realizar o penteado.
 
© Pixelformula / Desfile Léonard pronto-a-vestir, outono-inverno 2014-2015 © Jean Louis David
Saber mais: